Natal: A Caixinha de música

Sempre adorei o Natal, mas constatei com o passar dos anos que aquela melancolia que sentia nos mais velhos, nomeadamente nos meus pais, também ia ganhando terreno comigo.

Não só os enormes abismos sócio-económicos, que nos consciencializam das diferenças brutais e injustiças face a quem não tem o “nosso Natal”, mas também a saudade do que já foi, a criança que se vai desvanecendo em nós, o brilho de tantas luzinhas que já não nos transmitem a magia de outrora.

Sou claramente uma pessoa muito afortunada pois a magia do Natal, cá em casa, não teve tempo para perder o seu impacto. Crescidos que foram ficando os filhos mais velhos, seguimos com todas as tradições com a C., que com apenas 7 anos ainda vibra, naturalmente, com a época. Depois, temos a I., que com o seu ano e meio, já demonstra o entusiasmo e estupefacção perante tantas interjeições face à rotina, abrilhantando-a com os seus inúmeros significados e com o papel colorido composto por laços, laçarotes e outros enfeites.

A C. tratou de redigir a sua missiva ao senhor das barbas brancas e nós organizamos um orçamento sem lugar a orçamento rectificativo.

Um dos seus pedidos era uma LOL, pelo que corri Ceca e Meca pela dita, sem todavia dar por bem sucedida esta expedição. Ao que me constou, todas as meninas pediram LOL’s (bonecas que vêm numa bola surpresa… nunca vi nenhuma, mas que lás hay, lás hay…) pelo que o desespero dos progenitores em busca do brinquedo desejado – e nada caro – foi o que caracterizou tantos km’s para a frente e para trás.

A LOL nunca chegou, mas chegaram outros presentes e, o mais engraçado? O presente que nem tinha sido pedido mas que o pai viu numa prateleira e trouxe para a sua mini, foi o mais apreciado: uma caixa de música/guarda jóias, com um unicórnio a rodopiar.

Se a memória não me falha, também foi assim nos meus natais da infância. Do que a C. se vai lembrar, quando recordar os momentos especiais e os natais em família, não vai ser de uma LOL, uma Nancy de mota, ou uma máquina fotográfica XPTO, vai ser do ano em que aquela caixa de música, da cor dos seus sonhos, a fez sonhar e guardar nela todos os seus pequenos (grandes) tesouros.

laço 100px

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s